Rotas das Cachaças

< style="color:;" class=" ">Rotas das Cachaças

A cachaça é conhecida há muito tempo. O processo de destilação vem desde 1532 e sua origem está diretamente ligada a história do Brasil. Produzida a partir da fermentação da cana-de-açúcar, a cachaça passa por longo processo de maturação em barris de madeira como o carvalho.

 

Listamos a seguir algumas cachaças e também cachaçarias de renome conhecidas Brasil afora:

 

Minas Gerais

 

Salinas

 

Produz algumas das melhores cachaças do Brasil, sua produção é em larga escala, motivo pelo qual já alcançou um número enorme de admiradores. Sua produção passa por rigorosos testes de qualidade, o que torna sua aceitação fácil no gosto do brasileiro. A região possui mais de 80 alambiques, todos eles abertos à visitação.

 

Vale Verde

 

Nascida em Betim a Vale Verde além de suas instalações como o alambique para a produção de cachaça , possui também um parque ecológico e muita preocupação com a sustentabilidade. Envelhecida em tonéis de carvalho e utilizando a experiência na fabricação de uísque a Vale Verde é totalmente natural e de sabor inigualável!

 

Havana/ Anísio Santiago

 

Sua produção começou em 1943 na zona rural entre os municípios de Salinas e Novorizonte se tornando um negócio promissor. Anísio Santiago é uma figura excêntrica e de personalidade forte, características também presentes na sua produção de cachaça. O processo artesanal tornou a Havana um mito já que a venda era controla por Anísio que limitava o número de garrafas que cada um podia comprar. Hoje a produção gira em torno de seis a sete mil litros de cachaça por ano.

 

Canarinha

 

Vinda da linhagem Salinas a Canarinha continuou a tradição das cachaças de alto padrão. Envelhecida em tonéis de bálsamo, envasada em garrafas escuras e tampa de metal oferece a qualidade necessária à conservação de seu sabor. Tem um toque apimentado e doce ao mesmo tempo.

 

Germana

 

A cachaça Germana tem suas peculiaridades a começar pela embalagem feita de palha de bananeira evidenciando sua produção artesanal. Nascida no município de Nova União, envelhecida em barris de carvalho e bálsamo tem um sabor bem suave e é recomendada para aqueles que gostam de “cachaça levinha”.

 

Claudionor

 

Com esse nome que soa muito familiar e acolhedor  você se sente um convidado, como se fosse pra tomar um café na casa de alguém! De Januária, a Cachaça Claudionor apesar do nome acolhedor ela não é para os fracos, possui características muito peculiares como seu teor alcoólico que antes era de 54% e foi reduzido para 48% atendendo assim a legislação. É também uma bebida encorpada podendo ser encontrada em alambiques tradicionais.

 

GRM

 

A GRM é premiada internacionalmente. Vinda de Araguari sua produção é feita à partir da cana-de-açúcar orgânica. O processo de envelhecimento dura em média dois anos em tonéis de carvalho, amburana e jequitibá rosa o que lhe atribui aromas mais fortes caracterizando seu sabor mais amargo.

 

Acuruy

 

Em Itabirito surgiu a Acuruy, famosa no estado de Minas Gerais ela alcançou um grande número de admiradores. José Tadeu Batista, seu produtor, já tem 15 anos de estrada com essa preciosidade. Tem coloração dourada lembrando o por do sol nas montanhas de Minas além de ter um sabor amaciado e leve.

 

João Andante

 

A cachaça João Andante vem de uma cidade chamada Presidente Bernardes também conhecida como Calambau. Sua fermentação ocorre de forma artesanal o que ameniza a acidez da bebida. Sua produção é pequena mas conquista aqueles que conhecem bem o seu sabor.

 

Cachaçaria Milagre de Minas

 

Situada em Ouro Preto, cidade conhecida pelo seu valor histórico e artístico a cachaçaria possui mais de cem rótulos da bebida dos Sumérios. Possui também fabricação própria além de apresentar as mais tradicionais cachaças mineiras.

 

Cachaçaria Confidências Mineiras

 

Pelo centro histórico de Tiradentes você encontra essa preciosidade que é a Cachaçaria Confidências Mineiras. Com cerca de 540 rótulos de cachaça ela atrai um número enorme de turistas e amantes da caninha.

 

Rio de Janeiro

 

Cachaçarias em Paraty

 

No Brasil Colônia e no Império, Paraty, no estado do Rio de Janeiro, foi uma grande produtora de cachaça. Andando pelas vielas da cidade é possível encontrar 7 alambiques principais. O Coqueiro é o alambique mais antigos da região, administrado pela mesma família há cinco gerações. O Corisco é um dos mais famosos e é conhecido pelas cachaças fortes presentes no seu arsenal. O Engenho D’Ouro tem sua cachaça envelhecida em tonéis de jequitibá, o que torna sua cachaça inigualável pelo sabor. A Paratiana, famosa pela cachaça Gabriela (cravo e canela) foi criada pelo Casé, um jovem que buscou incessantemente um sabor único e de leveza sem igual. O alambique Pedra Branca é de muito renome por essas bandas, sua estrutura é fantástica. A envelhecida Pedra Branca foi eleita a melhor do país em 2011 no Expocachaça em São Paulo. O Maré Cheia tem no seu cardápio cachaças muito populares.

 

São Paulo

 

Brotas

 

Casa da Cachaça

 

Em Brotas você é muito bem recebido por Luciano Malagutti, proprietário da Casa da Cachaça. Lá você recebe explicação sobre o processo de fabricação da cachaça e ainda tem um tour pelo alambique podendo degustar diversos rótulos com direito a petiscos variados!

 

Monte Alegre do Sul

 

Neno Campari, Cantinho da Ni, Adega Peterline, Adega Nono Rouxinolli, Adega do Italiano, Adega Chora Menina e Espaço da Fonte são alguns nomes de cachaçarias tradicionais de Monte Alegre do Sul. É possível encontrar mais de 50 alambiques espalhados pela cidade, as visitas costumam ser muito agradáveis já que o passeio é guiado pelos próprios produtores e com direito a degustação.

 

Morungaba

 

Empório da Cana

 

Cidade também conhecida pelo Circuito das Frutas, Morungaba tem um gosto especial pela cachaça. Lá você encontra cachaças do Brasil inteiro e também produtos artesanais.

 

Bragança Paulista

 

Galpão Busca vida

 

Famoso pelo aperitivo à base de cachaça, mel e limão.

 

Santo Antônio do Pinhal

 

A Bodega

 

De uma forma diferente, A Bodega apresenta suas cachaças em garrafões para a degustação. Apresentam mais de 40 sabores de cachaças.

 

Guararema

 

Engenho do Salto “Do 77”

 

Com mais de 100 anos de existência, o “Do 77”, conhecido assim pela sua localização, o acesso pelo Km 77, é administrado pela família Panegassi. Produzem cachaças artesanais e licores.

 

Rio Grande do Sul

 

Canela

 

Alambique Flor do Vale

 

Além da beleza natural da cidade de Canela, você aprimora seus conhecimentos sobre cachaça e leva produtos fresquinhos para casa!

 

Capão da Canoa

 

Alambique Espraiado

 

Conhecido pela produção da cachaça Bento Albino, o Alambique é administrado por três mulheres arretadas que fazem da cachaça sua obra prima.

 

Pernambuco

 

Recife

 

Cachaçaria Carvalheira

 

São os criadores da cachaça Extra Premium, uma iguaria que vale a pena experimentar!

 

Tracunhaém

 

Museu da Cachaça

 

Com aproximadamente 12.400 rótulos de cachaça, o Museu de Tracunhaém é uma das principais atrações da cidade. Sua relíquia está na primeira cachaça industrializada do Brasil (1756 Engenho Monjope, Igarassu, PE).

 

Pedra Azul (ES)

 

Monarca

 

Com cachaças artesanais, o Monarca atrai aqueles com gosto refinado para cachaça. Lá você vai encontrar produtos orgânicos.

 

Fortaleza (CE)

 

Museu da Cachaça

 

Quem está a frente do negócio nessa empreitada é a família Telles, fundadora da Ypióca. Lá você encontra a história da Ypióca, documentos e fotografias, além do processo de fabricação. O maior tonel de cachaça do mundo pertence ao Museu.

 

Bonito (MS)

 

Fábrica de Encantos Taboa

 

Lá eles oferecem degustação dos 20 sabores da cachaça Taboa que vem conquistando os paladares pelo Brasil!

Ranking das 50 melhores
  1. Porto Morretes Premium

Onde: Morretes (PR)

Madeira: 3 anos no carvalho

Preço: R$ 83 (700 ml)

Aromas frutados que rescendem a ameixa. Acidez e percepção alcoólica equilibradas. Uma cachaça redonda, sem arestas. É a terceira mais barata do top ten.

  1. Reserva do Gerente Carvalho

Onde: Guarapari (ES)

Madeira: 5 anos no carvalho

Preço: R$ 55 (700 ml)

Adocicada, não tem acidez elevada nem álcool agressivo. Equilibrada, permanece bem na boca. Não sobra nem falta. Tem ótimo custo/benefício.

  1. Companheira Extra Premium

Onde: Jandaia do Sul (PR)

Madeira: 8 anos no carvalho

Preço: R$ 254 (700 ml)

De textura aveludada, não se sente adstringência. Tempo adequado na madeira, não queima a boca, tem retrogosto interessante. Prazerosa.

  1. Sanhaçu Umburana

Onde: Chã Grande (PE)

Madeira: 2 anos na amburana

Preço: R$ 115 (700 ml)

Untuosa, perfumada, aromas frutados que se estendem para o paladar. Encorpada. É marcante da amburana, mas pode ser enjoativa para iniciantes.

  1. Reserva 51

Onde: Pirassununga (SP)

Madeira: 3 anos no carvalho

Preço: R$ 210 (700 ml)

Baixa viscosidade, poderia ter recebido menos diluição. Aromas florais leves. Na boca, é equilibrada e agradável; poderia ter retrogosto mais persistente.

  1. Leblon Signature Merlet

Onde: Patos (MG)

Madeira: 2 anos no carvalho francês

Preço: R$ 96 (375 ml)

Nariz amadeirado, na boca a acidez é marcante. Mas o retrogosto não é persistente e o conjunto, apesar de acima da média, não empata com o belo visual.

  1. Porto Morretes Tradição

Onde: Morretes (PR)

Madeira: 6 anos no carvalho

Preço: R$ 392 (700 ml)

Madeira não predomina, deixando aparecer aromas de baunilha, castanhas e tostados. Bom equilíbrio entre doçura e amargor dos taninos. Suave.

  1. Weber Haus Extra Premium Lote 48 (6 anos)

Onde: Ivoti (RS)

Madeira: 5 anos no carvalho francês + 1 ano no bálsamo

Preço: R$ 179 (700 ml)

Bom acabamento no nariz, sem álcool agressivo; na boca surpreende por ser encorpada, ter acidez equilibrada e persistência.

  1. Da Tulha Carvalho

Onde: Mococa (SP)

Madeira: 3 anos no carvalho

Preço: R$ 54 (750 ml)

Álcool pouco presente no nariz, mas aromas discretos também. Untuosa, de acidez equilibrada, podia ter retrogosto mais marcante, mas é uma cachaça acima da média.

  1. Anísio Santiago/ Havana

Onde: Salinas (MG)

Madeira: 8 anos no bálsamo

Preço: R$ 459 (600 ml)

Aroma complexo, amadeirado e que rescende a bálsamo (madeira usada nesta bebida). Distinta, único defeito é a baixa untuosidade.

  1. Harmonie Schnaps Extra Premium

Onde: Harmonia (RS)

Madeira: 10 anos no carvalho

Preço: R$ 760 (700 ml)

Feita no capricho, tem notas herbais interessantes, não chega a ser frutada. Acidez equilibrada, na boca é suave, com personalidade.

  1. Vale Verde 12 anos

Onde: Betim (MG)

Madeira: 12 anos no carvalho

Preço: R$ 554 (700 ml)

Boa representante entre as envelhecidas, não tem madeira muito pronunciada. Toques frutados aparecem, acidez baixa, bem equilibrada.

  1. Cedro do Líbano

Onde: São Gonçalo do Amarante (CE)

Madeira: 1 ano no carvalho americano

Preço: R$ 93 (500 ml)

Aromas complexos, uma cachaça misteriosa. Densa, entrega na boca o que promete, com bom corpo e acidez equilibrada. Forte, mas saborosa.

  1. Germana Heritage

Onde: Nova União (MG)

Madeira: 8 anos no carvalho + 2 anos no bálsamo

Preço: R$ 349 (700 ml)

Nariz agradável, sem agressividade do álcool, mas boca surpreende mais, com bom corpo, acidez equilibrada, toques herbáceos que quebram a presença de madeira. Agradável.

  1. Magnífica Reserva Soleira

Onde: Miguel Pereira (RJ)

Madeira: 3 anos no carvalho

Preço: R$ 267 (700 ml)

Aromas frutados e florais pouco marcantes, mas na boca chama mais a atenção. Taninos suaves, acidez harmônica e notas de especiarias, baunilha e tabaco.

  1. Dona Beja Extra Premium

Onde: Araxá (MG)

Madeira: 12 anos nos carvalhos francês e português

Preço: R$ 120 (700 ml)

No nariz falta personalidade, mas na boca impressiona. Boas notas de madeira, persistente, uma cachaça harmônica.

  1. Mazzaropi Carvalho Francês

Onde: São Luiz do Paraitinga (SP)

Madeira: 1 ano e meio no carvalho francês

Preço: R$ 95 (700 ml)

Aromas frutados com bom acabamento, fino. Untuosa e de acidez leve, tem toque de baunilha na boca. Cachaça harmônica, de personalidade notável.

  1. Bento Albino Extra Premium

Onde: Maquiné (RS)

Madeira: 6 anos no carvalho

Preço: R$ 165 (750 ml)

Aromas frutados, persistentes no nariz. Acidez equilibrada na boca, fruta se confirma na boca. Cachaça redonda e agradável.

  1. Havaninha

Onde: Salinas (MG)

Madeira: 6 anos no bálsamo

Preço: R$ 200 (600 ml)

Acidez alta no nariz e na boca, típica de cachaças de Salinas, envelhecidas no bálsamo. Percepção alcoólica também alta.

  1. Canarinha

Onde: Salinas (MG)

Madeira: 2 anos no bálsamo

Preço: R$ 167 (600 ml)

Na boca, notas de cravo e canela. Acidez moderada, álcool harmônico, encorpada e muita personalidade.

  1. Casa Bucco Ouro

Onde: Bento Gonçalves (RS)

Madeira: 6 anos no carvalho e no bálsamo

Preço: R$ 133 (750 ml)

Destaca-se entre as similares, envelhecidas na mesma madeira. Aromas marcantes, com toque de baunilha. Um blend fino, elegante. Acidez ideal e retrogosto perfeito.

  1. Reserva do Nosco Ouro

Onde: Resende (RJ)

Madeira: 4 anos no carvalho francês

Preço: R$ 129 (700 ml)

Toque agradável de café, torrefato, é uma cachaça incomum, que chama a atenção. Acidez e álcool equilibrados.

  1. Áurea Custódio 3 anos

Onde: Ribeirão das Neves (MG)

Madeira: 3 anos no carvalho

Preço: R$ 200 (750 ml)

Equilibrada, nada em excesso; álcool suave, aromas adocicados e frutados, macia na boca. Redonda.

  1. Canabella Ouro

Onde: Paraibuna (SP)

Madeira: 2 anos no jequitibá + 1 ano na castanheira + 6 meses na amburana

Preço: R$ 62 (750 ml)

Aroma da amburana predomina, típico cheiro de armário de avó, antigo. Carregada na boca. Poderia ter menos dessa madeira e/ou mais de outras.

  1. Weber Haus Amburana

Onde: Ivoti (RS)

Madeira: 1 ano na amburana

Preço: R$ 73 (670 ml)

Notas de canela e baunilha, tem percepção alcoólica média, mas podia ter mais corpo. Versátil, tipo de cachaça que agrada a vários paladares.

  1. Weber Haus Premium Carvalho Cabriúva

Onde: Ivoti (RS)

Madeira: 1 ano no carvalho + 1 ano no bálsamo

Preço: R$ 72,50 (670 ml)

Mesmo amadeirada, tem toque herbal (que pode vir de madeira verde). Percepção alcoólica baixa, é suave, fácil de tomar.

  1. Werneck Ouro

Onde: Rio das Flores (RJ)

Madeira: 2 anos no carvalho

Preço: R$ 69,50 (750 ml)

Aromas marcantes, madeira predomina; acidez equilibrada, é uma bebida bem fermentada e bem armazenada, de qualidade superior. Harmoniza com queijo canastra.

  1. Magnífica Carvalho

Onde: Miguel Pereira (RJ)

Madeira: 2 anos no carvalho

Preço: R$ 75,40 (700 ml)

Amadeirada, tem bastante personalidade, um exemplar bem feito do seu estilo. Paladar tostado a aproxima do bourbon. Vai bem como aperitivo após a refeição.

  1. Maria Izabel Carvalho

Onde: Paraty (RJ)

Madeira: 1 ano no carvalho

Preço: R$ 159 (700 ml)

Percepção alcoólica no nariz incomoda um pouco, mas na boca não é agressiva. É menos encorpada do que aquilo que o visual denota. Ligeiramente adocicada, retrogosto poderia ser mais longo.

  1. Santo Grau PX

Onde: Itirapuã (SP)

Madeira: carvalho americano (soleira)

Preço: R$ 162 (750 ml)

Marcantemente doce, feita com madeira diferente das outras (barril antes abrigou jerez). Acidez e percepção alcoólica poderiam ser mais marcantes, mas é bom exemplo de busca de novos sabores para a cachaça.

  1. Da Quinta Amburana

Onde: Carmo (RJ)

Madeira: 1 ano na amburana

Preço: R$ 65 (500 ml)

Notas frutadas e adocicadas na boca e no nariz, boa representante da amburana. Álcool suave, personalidade notável.

  1. Indaiazinha

Onde: Salinas (MG)

Madeira: 8 anos no bálsamo

Preço: R$ 232 (600 ml)

Percepção alcoólica e acidez em excesso, arranham na boca e mascaram sabores; sem tanto equilíbrio.

  1. Engenho Pequeno

Onde: Pirassununga (SP)

Madeira: 2 anos no jequitibá

Preço: R$ 80 (750 ml)

Bastante frutada, lembra frutas amarelas, vai bem numa caipirinha com carambola; acidez equilibrada e retrogosto presente e agradável.

  1. Espírito de Minas

Onde: São Tiago (MG)

Madeira: 2 anos no carvalho e no jequitibá

Preço: R$ 89 (750 ml)

Aroma herbal marcante, na boca tem acidez acima do esperado, mas ainda assim é uma cachaça leve, fácil de tomar.

  1. Vale Verde Extra Premium

Onde: Betim (MG)

Madeira: 3 anos no carvalho

Preço: R$ 99,80 (700 ml)

Uso equilibrado do carvalho, que não elimina aromas e sabores de cachaça nova, pura. Tem bastante frescor.

  1. Sebastiana Castanheira

Onde: Américo Brasiliense (SP)

Madeira: 1 ano na castanheira

Preço: R$ 96,20 (500 ml)

Aromas fracos, sem grande presença, mas na boca a cachaça cresce em relação ao nariz, com acidez equilibrada e álcool agradável.

  1. Claudionor

Onde: Januária (MG)

Madeira: 1 ano na amburana

Preço: R$ 41,70 (600 ml)

Aroma herbal acentuado, corpo aveludado. Cachaça com boa acidez e alta percepção alcoólica, mas equilibrada na boca, com personalidade.

  1. Reserva do Nosco Prata

Onde: Resende (RJ)

Armazenada em inox

Preço: R$ 129 (700 ml)

Destaca-se entre as brancas, acidez equilibrada que denota boa fermentação. É harmônica na boca, com retrogosto presente. Se fosse armazenada em madeira, poderia estar entre as top. É a primeira prata que aparece no ranking.

  1. Werneck Safira Régia

Onde: Rio das Flores (RJ)

Madeira: 3 anos no carvalho

Preço: R$ 477 (750 ml)

Aromas não convidam à degustação, mas na boca é equilibrada, com acidez e percepção alcoólica baixas; sem muita personalidade, mas boa para iniciantes.

  1. Sapucaia Reserva da Família

Onde: Pindamonhangaba (SP)

Madeira: 10 anos no carvalho

Preço: R$ 139 (700 ml)

Notas de baunilha, mas acidez mais elevada do que deveria é agressiva na boca; retrogosto deveria ser mais persistente.

  1. Santo Grau Paraty

Onde: Paraty (RJ)

Não passa por madeira

Preço: R$ 65,40 (750 ml)

Aromas frutados e teor alcoólico intenso no nariz, tem baixo corpo. Na boca, é harmônica, mas sem muita personalidade que a destaque.

  1. Santo Grau Cel Xavier Chaves

Onde: Cel. Xavier Chaves (MG)

6 meses em tanque de pedra

Preço: R$ 64 (750 ml)

Límpida, menos viscosa que outras brancas, mas com herbal no paladar, baixa acidez, álcool equilibrado e acabamento fino.

  1. Mato Dentro Prata

Onde: São Luiz do Paraitinga (SP)

Madeira: 1 ano no amendoim

Preço: R$ 45 (700 ml)

Cachaça franca, sem complexidade, mas bem resolvida, redonda. Herbal, com acidez e álcool perceptíveis, sem agressividade.

  1. Coqueiro Prata

Onde: Paraty (RJ)

Madeira: 2 anos no amendoim

Preço: R$ 93,50 (700 ml)

Boa viscosidade, mas no nariz deveria ser mais herbal; o que permanece no olfato é acidez agressiva, que também se sente na boca. Sem persistência no paladar.

  1. Sanhaçu Freijó

Onde: Chã Grande (PE)

Madeira: 2 anos no freijó

Preço: R$ 78,50 (600 ml)

Tem algo no aroma que lembra remédio; na boca, é encorpada e tem álcool equilibrado, sem ser agressivo.

  1. Caraçuípe Ouro

Onde: Campo Alegre (AL)

Madeira: 1 ano e meio no carvalho

Preço: R$ 128 (750 ml)

Nariz agressivo, baixa viscosidade e na boca não revela personalidade. Uma cachaça sem carisma, abaixo da média.

  1. Harmonie Schnaps Prata

Onde: Harmonia (RS)

Armazenada 6 meses em inox

Preço: R$ 50 (700 ml)

Forte olfato de cana; na boca, uma certa dose de picância. Cachaça suave, mas não inofensiva, tem personalidade.

  1. Authoral

Onde: Brasília (DF)

Madeira: carvalhos francês e americano, bálsamo e cerejeira (soleira)

Preço: R$ 423 (700 ml)

Proposta visual boa, de coloração perfeita, mas tem traços de aromas não naturais e na boca é agressiva, com acidez elevadíssima.

  1. Serra Limpa (freijó)

Onde: Duas Estradas (PB)

Armazenada 6 meses em freijó

Preço: R$ 38 (355 ml)

Longe do toque herbal característico das cachaças brancas; acidez e percepção alcoólica elevadas, poderia ser mais equilibrada

  1. Germana (2 anos)

Onde: Nova União (MG)

Madeira: 2 anos no carvalho francês

Preço: R$ 120 (700 ml)

Aromas de acetona, esmalte, pareceu a vários degustadores (que não sabiam de que rótulo se tratava) ser uma cachaça de lote com problema (na fermentação ou na destilação), já que eles acreditam que uma bebida assim não deveria estar entre as 50.

* Preços do Empório Chiappetta (Mercado Municipal, r. da Cantareira, 306, Centro, 3228-1497).

Pontos mapeados

Paraty

Ouro Preto

Betim

Tracunhaém

Salinas

Brotas

Holambra

Fortaleza

Canela

Monte Alegre do Sul

Tiradentes

Bonito

Morretes

Morungaba

Capão da Canoa

Bragança Paulista

Pedra Azul

Santo Antônio do Pinhal

Guararema

Recife

Itabirito

Januária

Araguari

Presidente Bernardes

Harmonia

São Gonçalo do Amarante

Nova União

Miguel Pereira

Araxá

São Luís do Paraitinga

Bento Gonçalves

Resende

Ribeirão das Neves

Paraibuna

Ivoti

Rio das Flores

Itirapuã

Carmo

Pirassununga

São Tiago

Américo Brasiliense

Pindamonhangaba

Coronel Xavier Chaves

Chã Grande

Campo Alegre

Brasília

Duas Estradas

Alambique Engenho D’Ouro

Engenho Corisco

Alambique Por Aqi

Cachaça Pedra Branca

Cachaça Paratiana

Cachaça Maria Izabel

Cachaçaria Cana Da Praça – Paraty

Cachaça Maré Cheia

Cachaça Coqueiro

Empório da Cachaça

Armazém da Cachaça

Destilaria Engenho D’Água Ltda

Cachoeira do Toboga e Poço do Tarzan

Cachoeira Poço da Corda

Cachoeira Poço do Inglês

Cachoeira da Pedra Branca

Restaurante Encanto das Águas

Cachaçaria Milagre de Minas

Alambique Vale Verde

Museu da Cachaça

Cachaça Seleta e Boazinha

Cachaça NOVA ALIANÇA

Cachaça e Pinga

Cachaça Sabor de Minas

Cachaça Asa Branca

Cachaça Premissa

Cachaça Beija-Flor

Museu da Cachaça

Casa da Cachaça em Brotas – SP

Rancho da Cachaça

Ypióca

Museu da Cachaça – IPark Complexo Turístico

Cachaça Colonial

Cachaça Gole de Ouro

Cachaçaria Ypióca

Alambique

Flor do Vale – Alambique e Parque Ecológico

Rancho Restaurante e Adega

Cachaça Chora Menina

Cachaçaria Confidências Mineiras

Cachaçaria Seculo XVIII

Cachaça Velho Ferreira

Confidências Mineiras – Ateliê da Cachaça

Distribuidora de Doces Flor de Lotus

Taboa

Cachaça Porto Morretes

Cachaça Magia da Serra

Emporio Da Cana

Alambique Espraiado – Bento Albino

Galpão Busca Vida

Apiário Florin

A Bodega

Engenho do Salto – do 77

Cachaçaria tradição

Cachaça Brasil

CACHAÇARIA DO ZÉ NABO

Cachaçaria Carvalheira

Museu da Cachaça – Paty do Alferes

Museu da Cachaça

Museu da Cachaça

Brasil Cachaçaria

Cachaça Preferida – M. V. Tiago – ME.

Água Doce Cachaçaria

Cachaçaria Mont Salinas Distribuidora de Bebidas

Cachaça Companheira

Alambique Cachaçaria

Butiquim Mineiro

Alambique

Alambique e Adega JP

Alambique

Cachaçaria Nacional

Cachaçaria Salineira

Cachaçaria Minerissima

Cachaça Cobiçada de Minas

Cachaçaria Barroca

Cachaça Divino Sabor

Cachaça Bocaina

Cachaça Paraíso

Cachaça Sossegada

Cachaça Nascente do Velho Chico

Cachaça Engenho da Serra

Cachaçaria Vale das Águas Quentes

Cachaçaria Espólio

Cachaçaria do Dedé

Cachaçaria Dona Branca

Cachaça Lira

Cachaçaria do Dedé & Empório

Cachaçaria do Dedé

Cachaçaria do Dedé

cachaçaria do fabinho.

cachaçaria294

Água Doce Cachaçaria

EMPÓRIO DO MINISTRO

Alambique Cambéba

Cachaça do Imperador

Cachaçaria da Ilha

Cachaçaria da Ilha

Cachaça Artesanal

Cachaça Dupipe

Alambique Bylaardt

Cachaçaria Weber Haus

Cachaçaria Sarau

Alambique Maxicana

Cachaçaria Mangue Seco

Noo Cachaçaria

Cachaçaria Paulista

Cachaçaria Salinas

Cachaçaria do Rancho

Agua Doce Cachaçaria

Cachaçaria Do Rancho

Alambique Butiquim Mineiro

Cachaçaria Água Doce

Cachaçaria Água Doce

Cachaça Ribeirão Preto Cabana Caipira

Água Doce Cachaçaria

Cachaça Piracicabana

Água Doce Cachaçaria – Piracicaba

Cachaçaria Beba & Babe

Cachaçaria Brasilis

Cachaçaria São Joaquim

Cachaçaria Flor da Terra

Cachaçaria Vilela

Cachaçaria Brasil

Alambique Caboclinha

Cachaçaria Santo Mé

Cachaçaria Artesanal Barcellos

Cachaçaria 51

Velho Barreiro

Cachaça MG

Alambique Cachaçaria

Microdestilaria HOF – Alma da Serra

Casa da Cachaça

Casa da Cachaça

Casa da Cachaça

Casa da Cachaça

Casa Da Cachaca

Cachaçaria do Joao

Acuruy

Cachaça João Andante

Harmonie Schnapps

Fazenda Germana

Dona Beja

Cachaça Mazzaropi

Casa Bucco

Áurea Custódio Cachaçaria

Canabella Cachaça

Fazenda do Anil

Santo Grau

Amburana Cachaçaria

Show Buttons
Hide Buttons
Translate »