Lençóis Maranhenses (MA)

Lençóis Maranhenses - MA

Como oásis no deserto, lagoas dos Lençóis Maranhenses dão ares de miragem ao destino

Deserto é zona árida, de chuva escassa, sem vegetação, despovoado. Está nos dicionários. Um deserto molhado configura uma esquisitice da natureza. Centenas de quilômetros de dunas de areia preenchidas por piscinas naturais gigantescas é um sinal de que, como diz a canção, alguma coisa está fora da ordem. Assim são os Lençóis Maranhenses: únicos no mundo, por conta da qualidade das chuvas na região, capazes de enriquecer o deserto com milhares de oásis azuis e verdes por alguns meses do ano. Uma paisagem que desafia a lógica e convida à aventura. Junto com Jericoacoara, no Ceará, e Delta do Parnaíba, entre os estados Piauí e Maranhão, os Lençóis Maranhenses compõem a Rota das Emoções do Nordeste brasileiro.

No alto da duna, já avistando as morrarias sem fim de curvas delicadas e cursos d’água reluzindo ao sol, a primeira das emoções é o pasmo. Os turistas logo correm para um mergulho e quando olham para o alto da duna percebem que alguns estrangeiros ainda estão lá, boquiabertos, sem ação. ‘C’est bizarre, non?’ Bizarro é pouco. Em determinados ângulos, o lugar parece a Lua, de solo arenoso, cheio de crateras. A paisagem lunar, aliás, é uma das histórias do filme “Casa de Areia”, do diretor Andrucha Waddington, gravado na região.

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses tem área de 155.000 hectares, com perímetro de 270 km, nos quais cabem cerca de 70 km de praias desertas. Nos Lençóis, o índice pluviométrico chega a 1.600 mm por ano, ou cinco vezes mais do que a chuva média em regiões desérticas. A partir da orla marítima, ao norte, a força dos ventos monta e desmonta as dunas por 50 km rumo ao interior. E a força das chuvas faz cair tanta água no primeiro semestre de cada ano que ainda sobram bilhões de litros, nem evaporados nem absorvidos pela areias, para formar as piscinas naturais que são a grande atração do local.

Os turistas podem escolher entre hotéis, pousadas e resorts de todos os tipos na cidade de Barreirinhas, a 260 km de São Luís. Dali saem os passeios diários realizados por agências e é onde o visitante consegue provar os pratos típicos da região, conhecidos pela variedade de frutos do mar.
Fonte UOL

Pontos mapeados

Grandes Lençóis – Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses
Pequenos Lençois Maranhenses
Aeroporto de Barreirinhas
Barreirinhas
Paulino Neves
Santo Amaro do Maranhão
Travosa
Campo Novo
Humberto de Campos
Primeira Cruz
Mandacaru ( Barreirinhas)
Atins(Barreirinhas)
Vilarejo Canto do Atins

Tutóia
Betânia
Caburé
Tapuio ( Barreirinhas)
Carrapatal
Santa Clara
Areinhas
Cedro
Povoado de Papagaio
Icatu
Itapera
Praia de Caburé
Praia do Guajiru
Praia de Grandes Lençóis
Praia de Travosa -Lençóis Maranhenses
Praia da Barra da Baleia – Lençóis Maranhenses
Praia do Rio Negro
Praia do Bonzinho
Praia da Capivara
Praia do Canto de Atins
Praia de Pequenos Lençóis Maranhenses

Praia da Barra

Praia do Amor
Praia da Macacoeira- Ilha Rosário
Ponta da Praia – Ilha Carrapatal
Farol de Preguiças-Mandacaru
Farol de Santana
Balsa Mandacaru-Caburé
Balsa-Mandacaru-Camburé
Balsa
Balsa
Ilha Santaninha
Ilha Rosário
Ilha Grande
Ilha Mucunandiba
Ilha do Duarte
Ilha de Santana
Ilha Carrapatal
Ilha Cotindiba
Ilha Cangata
Ilha Cararaim
Ilha da Barreira
Ilha Nova
Ilha Banco Feliz
Ilha dos Pretos
Ilha Jerimum Grande
Ilha Carnaubeiras
Ilha Jabutita
Porto Preguiça Resort
Lago Santo Amaro
Lagoa da Gaivota
Lago da Betânia
Lago de Santo Amaro
Lagoa Azul
Lagoa Azul
Lagoa do Peixe
Lagoa Verde
Lagoa Bonita
Lagoa da Esperança
Rio Preguiça
Rio Grande
Rio Neguinho
Rio Negro
Baía de Tubarão
Barra do Preguiças
Ponta da Brasília
Baixa Grande
Queimada dos Britos
Ponta dos Mangues Verdes
Ponta dos Mangues Secos
Ponta do Veado

Show Buttons
Hide Buttons
Translate »